Como iniciar a criação de minhocas

A minhocultura está em expansão no país, com viabilidade técnica, ambiental e econômica

Como iniciar a criação de minhocas

“A minhocultura está em expansão no país, com viabilidade técnica, ambiental e econômica. Na verdade, a criação de minhocas ajuda na degradação da matéria orgânica, que poderia poluir o meio ambiente, além de garantir ao produtor rural vantagens financeiras com a comercialização de húmus e minhocas”, destaca Marcos Cesar Migdalski, consultor, empreendedor e autor do Livro AFE Criação de Minhocas e Técnicas de Vermicompostagem - Guia Prático.

Vantagens da minhoca para solo e plantas


As minhocas penetram na terra e abrem caminho descompactando o solo. Com isso, o produtor rural evita encharcamentos na área de plantio de hortaliças ou flores. Sem falar que a ação das minhocas na terra impede possíveis erosões, pois torna o solo firme e resistente. Além disso, quando excretam o que consomem, os anelídeos deixam no solo nutrientes (minerais) importantes ao bom desenvolvimento das plantas.

Aos excrementos liberados pelas minhocas chamamos húmus, considerado um excelente adubo orgânico, constituído de cálcio, magnésio, fósforo, potássio e nitrogênio. Quando há minhocas em hortas e jardins, o solo apresenta boa fertilidade e as plantas se mantêm viçosas e saudáveis. Tudo graças aos nutrientes presentes nos dejetos dos anelídeos.

Quais espécies de minhoca escolher?


As espécies de minhocas mais comuns no Brasil são as seguintes: minhocoçu (Rhinodrilus alatus), minhoca gigante africana (Eudrilus eugeniae), minhoca mansa (Lumbricus terrestris), minhoca brava (Pheretyma hawayana), minhoca vermelha-híbrida (Eisenia phoetida) e minhoca europeia (Lumbricus rubelus). Cada uma delas se adapta muito bem ao clima do país. A escolha da espécie de minhoca depende dos objetivos do produtor.

Para iniciar a criação de minhocas, um litro de anelídeos por canteiro já é suficiente. Vale lembrar que as minhocas se reproduzem naturalmente o ano todo. A reprodução ocorre com a liberação de óvulos no solo. Após 21 dias (ou menos), surgem minhoquinhas, que rapidamente atingem a fase adulta.

Como deve ser o minhocário?


Minhocário é um canteiro em alvenaria preenchido com terra. No início, são necessários dois metros quadrados por canteiro. Três canteiros bastam para começar, contanto que fiquem no sol para que o solo se mantenha aquecido. As regas são necessárias, mas sem encharcar a terra. Do solo à borda do canteiro são necessários 50 centímetros de altura. Já a profundidade da terra deve ter trinta centímetros pelo menos.

Como alimentar as minhocas?


As minhocas se alimentam de matéria orgânica, proveniente de folhas secas, cascas de frutas, restos vegetais e/ou esterco. É importante colocá-los, em um recipiente, por sete dias (ou mais), em local arejado e seco, até que estejam prontos para alimentar as minhocas. O procedimento deve ser contínuo para nunca faltar alimento para os anelídeos. O manejo alimentar deve acontecer pela manhã.

Conheça os Livros AFE da Área Pequenas Criações.

Leia o artigo "Saiba mais sobre minhocas."

Fonte: novonegocio.com.br

Livros Relacionados

Criação de Minhocas e Técnicas de Vermicompostagem - Guia Prático

Livro

Criação de Minhocas e Técnicas de Vermicompostagem - Guia Prático

R$ 52,00 à vista ou em até 12x de R$ 4,33 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2019. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade