A Aprenda Fácil é uma editora do Grupo CPT, referência em educação a distância no Brasil!

Produção de forrageiras e pastagens para o gado de leite

A formação de pastagens de qualidade para o gado de leite permite que ele expresse seu máximo potencial produtivo

Gado leiteiro comendo forrageira - imagem ilustrativa

Rafael Monteiro, um dos autores do Livro AFE Manejo de Vacas Leiteiras a Pasto, destaca que sistemas de produção envolvendo pastagens possuem, como princípio básico, a obtenção do equilíbrio entre suprimento e demanda por alimentos, pois a pastagem é um dos principais fatores de um sistema de produção.

Ainda, é possível acrescentar que, nesse contexto, devemos estabelecer sistemas de suprimento de forragem de modo a tornar a atividade pecuária uma alternativa competitiva e interessante do ponto de vista econômico, haja vista que a produção de alimentos para os bovinos leiteiros é uma das etapas cruciais na pecuária de leite.

Para se obter um máximo rendimento por animal e por unidade de área deve-se estar atento a uma série de fatores que interferem na produção de forrageiras e pastagens. Uma eficiente utilização de forragem exige decisões que satisfaçam a demanda para a produção por animal e por área.

Escolha da Área

A partir das condições topográficas da propriedade, o criador selecionar as espécies de forrageiras consideradas ideais, isto é, que estão adaptadas a cada um dos diferentes segmentos da paisagem. É possível, por exemplo, escolher pastagens anuais ou perenes, além de forrageiras que conseguem manter uma grande produção de biomassa, como o milho e o sorgo.

Análise do solo

Outro ponto importantíssimo a ser observado é o solo. A partir da análise de suas características, os bovinocultores conseguem usá-lo de forma intensiva e racional, garantindo a produção de forrageiras com as condições adequadas para o gado leiteiro.

Preparação da área

Em uma etapa considerada mais prática, a preparação da área deve ser realizada para deixá-la pronta para receber as operações necessárias para o plantio das espécies de forrageiras – com a aração, a gradagem e o sulcamento. Entulhos e restos de culturas podem ser eliminados pelo próprio bovinocultor. Entretanto, desmatamentos, roçadas pesadas ou queimas devem ser autorizadas por órgãos ambientais competentes, como o IBAMA.

Conservação do solo

A adoção de algumas medidas deve ser feita com o intuito de garantir que o solo se mantenha sempre produtivo. O produtor pode optar por uma, dentre várias opções, como as curvas de nível e o terraceamento.

Calagem

Está presente nos solos um “alumínio tóxico”, que os deixa mais ácido. Para neutralizá-lo, a calagem é recomendada, também exercendo a função de fornecer cálcio e magnésio ao solo. A partir da análise, determina-se a necessidade da calagem e a quantidade de calcário que deve ser aplicada.

Preparação do solo

Para o plantio tradicional, requer-se a execução da aração e da gradagem; para plantio direto na palha, essas operações não são necessárias. A preparação do solo ainda possui a tarefa de melhorar as condições físicas do solo, garantindo maior facilidade durante a semeadura e favorecendo a germinação das sementes ou das mudas.

Formação de capineiras

Algumas espécies podem ser utilizadas nas capineiras, que são áreas onde se cultiva gramíneas que serão cortadas para serem oferecidas aos animais no cocho. O capim-elefante destaca-se por possuir elevado potencial de forragem, mas também exige um solo mais fértil e manejo mais minucioso para evitar perda de qualidade. É necessário realizar tratos culturais nas capineiras, como o controle de ervas daninhas e de diversas pragas.

Escolha das culturas

A escolha das culturas forrageiras deve sempre ser pautada nos benefícios que elas podem oferecer. Além de capacidade de produção, é imprescindível levar em conta a qualidade nutricional, a adaptabilidade ao local onde ela será cultivada e a facilidade operacional que ela apresenta, por exemplo.

 


Conheça nossos Livros da Área Pecuária de Leite:

Manejo de Vacas Leiteiras a Pasto
Manejo de Vacas Leiteiras em Confinamento
Manejo para Maior Qualidade do Leite

Fonte: Embrapa – Gado de Leite – sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br
por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Manejo de Vacas Leiteiras a Pasto

Livro

Manejo de Vacas Leiteiras a Pasto

30% DE DESCONTO
De R$ 62,00 por R$ 43,40 à vista ou em até 12x de R$ 3,62 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Manejo para Maior Qualidade do Leite

Livro

Manejo para Maior Qualidade do Leite

30% DE DESCONTO
De R$ 62,00 por R$ 43,40 à vista ou em até 12x de R$ 3,62 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Manejo de Vacas Leiteiras em Confinamento

Livro

Manejo de Vacas Leiteiras em Confinamento

30% DE DESCONTO
De R$ 62,00 por R$ 43,40 à vista ou em até 12x de R$ 3,62 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2021. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade