Saiba mais sobre manejo reprodutivo em bovinos

O manejo reprodutivo em bovinos tem como objetivo gerar bezerros (as) com características positivas de produção

Saiba mais sobre manejo reprodutivo em bovinos

Em todo o mundo, o manejo reprodutivo em bovinos tem como objetivo gerar bezerros (as) a partir de touros e matrizes com boa aptidão reprodutiva. Entretanto, são necessárias técnicas pecuárias avançadas, para que as vacas em idade reprodutiva produzam crias sadias, que sejam desmamadas com peso adequado. Dessa forma, aumenta-se a produção e a produtividade do rebanho, assim como os lucros do pecuarista.

Melhoramento genético


“O objetivo do melhoramento genético é fazer com que os animais de um rebanho tenham características positivas de produção. Isso pode ser conseguido com técnicas que interferem no processo de reprodução, especificamente na escolha de reprodutores, para que, ao longo do tempo, a herança de características positivas seja maior que a de negativas”, afirma Sylvio Lazzarini, autor do Livro Reprodução e Melhoramento Genético da Aprenda Fácil Editora.

Inseminação artificial


Para o sucesso da pecuária, é preciso investir tempo e capital no rebanho de qualidade, para melhorar a reprodução. E a inseminação artificial é um meio eficaz de alcançar esse objetivo. No gado leiteiro, são geradas fêmeas com grande potencial para produção leiteira e reprodutores melhoradores. No gado de corte, são produzidos animais com alta performance para produção de carne, além de touros melhoradores e novilhas de reposição.

Fertilidade


Quando falamos em fertilidade, nós nos referimos à capacidade reprodutiva dos bovinos para a continuidade da espécie. As vacas férteis ficam prenhas assim que se inicia a maturidade sexual. Elas são aptas a levar a prenhez até o fim da gestação, produzindo um (a) bezerro (a) sadio (a) por ano até serem substituídas. A fertilidade de um rebanho tem como base a sua produção para cada 100 vacas em idade reprodutiva.

Sanidade


A seleção de reprodutores e matrizes com alto potencial reprodutivo e o estado sanitário dos machos e das fêmeas influenciam no nascimento de bezerros (as). Há doenças infecciosas, que comprometem o aparelho reprodutor de touros e vacas. Com isso, a fecundação é seriamente prejudicada, o que aumenta o índice de abortos, infertilidade, disfunções hormonais, cios repetidos, além de nascerem animais com porte bem menor que o normal.

Seleção


Os touros reprodutores devem passar por criterioso exame seletivo. Por meio dele, são avaliados inúmeros aspectos, como a condição corporal e, principalmente do aparelho genital, em busca de processos inflamatórios, anomalias e defeitos. Também é avaliada a aparência fenotípica do touro, além de serem realizados testes de progênie. Antes de cada estação reprodutiva, é feito o exame andrológico. A mesma avaliação deve ser feita nas vacas, inclusive deve ser observado se as vacas estão no ciclo de ovulação normal.

Conheça os Livros da Aprenda Fácil Editora da Área Pecuária de Corte.

Leia o artigo "Vantagens e desvantagens da inseminação artificial, monta natural e monta natural controlada".

Fonte: inseminacaoartificial.com.br

Por Andréa Oliveira.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade