Saiba quando formar ou recuperar pastagens

Veja em quais situações a formação ou recuperação de pastagens é a saída mais adequada

 

Reformar uma pastagem siginifica implantar novamente uma população de gramínea.

É necessário diferenciar o significado de formar ou reformar uma pastagem e recuperá-la. Formar significa implantar a mesma ou diferente população de gramíneas, após a devida preparação do terreno. A pastagem deve passar por um período de desenvolvimento ficando inativa para a alimentação animal. Por sua vez, recuperar é melhorar uma pastagem já existente, sem modificar a gramínea já instalada.

Entretanto, para o produtor rural não basta apenas ter na mente o significado dessas expressões. É de suma importância saber quando tomar a decisão correta de formar ou recuperar uma pastagem dentre os diversos problemas que surgem no dia a dia.

Quando constatada a baixa fertilidade do solo por meio do método da análise, é possível resolver esse problema sem que haja a necessidade de uma reforma. De mesmo modo, quando são identificadas plantas daninhas invasoras, que já são sinais de baixa fertilidade do solo, também é possível eliminá-las sem a necessidade de reformar todo o solo.

Gramíneas inferiores são mais agressivas e menos nutritivas. Com o passar do tempo, tendem a dominar toda a área de pastagem.

No caso de espaços vazios, caracterizados por áreas com mais de 2 m² sem existência de pastagem, é aconselhável a adoção da formação ou reforma. Em locais em que se encontram gramíneas inferiores ou menos exigentes de solos férteis convivendo com outros tipos de pastagens, a reforma se torna inevitável, mesmo porque a tendencia é que as gramíneas menos nutritivas dominem toda
a área de pastagem.

De acordo com Wagner Pires, autor do livro Manual de Pastagem, editado pela Aprenda Fácil Editora, “caso haja uma reboleira de infestação, pode-se apenas reformá-la e cercá-la até o momento em que a área possa ser pastejada. Tal medida não é a mais aconselhável tecnicamente, mas pode ser a maneira mais econômica”, declara o especialista.

É importante destacar que os custos de recuperação de pastagens são,em média, metade dos custos de formação ou reforma. Além disso, o tempo necessário para a recuperação é bem menor do que o tempo de formação. Por este motivo, devemos sempre procurar recuperar, e não deixar que a degradação ou manejo inadequado das pastagens continue de modo a tornar a reforma um procedimento inevitável.

 

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade