Centro de Produções Técnicas
Atendimento Online
Transformando Conhecimento em Negócios

Notícia

HOME / Notícias / Como utilizar o alho de maneira medicinal?
Como utilizar o alho de maneira medicinal?

Saiba quais são as propriedades medicinais desse condimento tão consumido no país

Publicada:01/09/2014

Tamanho da letra Diminuir Aumentar

Estudos concluíram o alho como um excelente candidate para o tratamento da Diabetes mellitus.

O alho é uma planta herbácea que pode atingir até 70 cm de altura. É comumente cultivada, principalmente pela sua ação como condimento. O alho é munido de um bulbo fecundo. As flores, reunidas em umbelas, são branco-esverdeada. O alho tem forte sabor, que nem todos apreciam, sobretudo por tornar um forte hálito nas pessoas.

 


CONHECIMENTO POPULAR - macera-se o alho com manteiga e cozinha-o para ser usado nas sardas. O alho é bom para baixar a pressão e desinflamar os brônquios, alivia a bronquite e é expectorante. É usado, também, amassado sobre os ferimentos produzidos por metais enferrujados ou com espinhos, madeira, vidros e matéria plástica. Tem ação antisséptica, tirando as dores e evitando que o mal se agrave. É um excelente condimento, porém, de difícil digestão, causando males ao estomago e aos intestinos e só convém ser consumido por pessoas de vida ativa. O alho colhido de junho a agosto é usado para combater os vermes, a febre intermitente, areias e pedra na bexiga, é bom contra o escorbuto, cólera e hidropisia.  É antisséptico pulmonar (fluidifica e desodoriza as secreções) na bronquite fétida, gangrena pulmonar, gripe, tuberculose, diminui a tosse e cessa a expectoração.

 

 

COMO USAR - Mastigar 1 a 2 dentes crus e frescos por dia. Como efeito preventivo. O alho deve ser consumido cru, pois após ser aquecido ou transformado, perde ou transforma as suas propriedades benéficas.

 

 

CONSTITUINTES DO ALHO - Estão presentes no alho o ácido fosfórico, como outras plantas do mesmo gênero, e um óleo volátil e cáustico de cor vermelho-escuro, que encerra sulfureto de alila e constitui o princípio ativo da planta. Além deste, extrai-se uma essência também sulfurada e outra oxigenada; a mistura das três forma um líquido de grande densidade, inflamável e de cheiro desagradável.

 

 

CONHECIMENTO CIENTÍFICO - O uso concomitante do extrato de alho em três diferentes doses foi encontrado para reduzir a concentração de chumbo consideravelmente, indicando um potencial terapêutico contra o chumbo, além de sua ação antidiabética e antifúngica e antimicrobiana. Foi identificada em preparações comerciais do alho uma alteração genética. Em outro estudo foi demonstrado um aumento da imunidade do homem quando infectado pela Leishmania, e ainda o alho protege contra a contaminação pelo mercúrio. Outros estudos com o alho demonstraram uma ação antineoplásica e bacteriana. O princípio desta ação se deve à alliina e a allicina respectivamente. Obteve-se um antibiótico denominado de Garlicina que parece mais ativo que a Penicilina, nas afecções do tipo Coli-Tífico-Disentérica.

 

 

Interessado e deseja saber mais? Adquira então o livro Ervas e Temperos – Cultivo, Processamento e Receitas e Uso Medicinal, do autor André Furtado Carvalho e distribuído pela Aprenda Fácil Editora. Este livro trata das plantas condimentares mais conhecidas e adaptadas às condições climáticas do Brasil relacionando o processamento das partes utilizadas e receitas culinárias tradicionais. Confira!


Produtos Relacionados

A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro

A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro

Investimento: R$ 55.00

Cód. 1197







Enviando...

FALE CONOSCO

© 2001 - 2017 - Aprenda Fácil Editora - Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa, MG

CNPJ: 05.052.622/0001-87

A AFE liga para você!





Exemplo: 31 38997000