Comercialização e Produção de Plantas Ornamentais

Possibilidade de crescimento do setor, interna e externamente

 

O setor tem possibilidade de crescimento no nosso país.

 

O comércio de flores movimenta uma grande quantia de dinheiro todos os anos. A comercialização e a produção de plantas, principalmente aquelas que são usadas no ornamento de locais, é uma ótima fonte de renda para quem quer entrar no setor. O comércio nesse setor movimenta 40 bilhões por ano em todo o mundo.

 

Os empresários do setor, constituído principalmente por pequenos proprietários, estão mais concentrados nas regiões Sul e Sudeste, mas já é possível ver uma expressiva produção nas outras regiões. O estado de São Paulo é o detentor da maior produção de flores ornamentais do país, com mais de 4500 hectares plantados.

 

As flores que produzimos em nosso país não são tão referentes à exportação. Mas o setor tem ampliado a produção no sentido de exportar mais, principalmente plantas típicas do nosso país. Houve um crescimento, nos últimos anos, de 10% na exportação, passando dos 29 milhões de dólares.


Além das plantas típicas do nosso país, rosas, flores secas, gladíolos, bulbos, bonsais e mudas também entram na briga da exportação. A produção de plantas ornamentais abrange uma grande diversidade de produtos, como as flores de corte (rosa, crisântemo, lírio, cravo, gladíolo), flores de vaso (crisântemo, violeta, antúrio, azaleia, bromélia e begônia) e algumas folhagens, usadas nos jardins e na ornamentação de buquês e vasos.


A rosa ainda é a preferida no comércio, sendo considerada a flor mais apreciada e conhecida

 

A rosa movimenta em torno de 5 milhões de dúzias por ano.

 

do mundo. Ela se destaca no comércio interno e externo como sendo a cultura que mais gera lucro. Internamente, ela movimenta em torno de 5 milhões de dúzias de rosas.

 

O Brasil, com seus vários microclimas distribuídos pelas várias regiões, tem um grande potencial de produção de uma variedade grande de plantas. A maioria das plantas ornamentais, mesmo aquelas que não têm origem em nosso país, podem ser cultivadas aqui, vendo as características condizentes com cada espécie.

 

As flores têm diferentes maneiras de serem cultivadas, mas, tendo em vista os prejuízos que as pragas ocasionam na produção, tem sido mais lucrativo cultivá-las em estufas. As estufas disponibilizam proteção contra as pragas. Mas o cultivo das flores, que normalmente demandam o uso de inseticidas, pode prejudicar os trabalhadores que lidam diretamente com as plantas. A pouca ventilação pode proporcionar intoxicação, principalmente devido aos vapores produzidos após as aplicações de produtos fitossanitários.


Para se ter uma eficiente produção de plantas, assim como um controle mais eficaz das pragas, o estudo e a pesquisa sobre a cultura e suas pragas são a melhor maneira de alcanças a lucratividade no setor.

 

 

As estufas proporcionam proteção às plantas.

 

O setor produz por unidade de planta, e cada unidade tem valor pequeno. Mesmo que a valorização da produção venha crescendo, ainda é incipiente. Além disso, a produção de plantas ornamentais do país é ínfima quando comparada com a agricultura de grandes áreas, como a cultura do algodão e da soja.

 

Relacionando as várias possibilidades da floricultura, abrangendo o social, com a ampliação de postos empregatícios, econômico, aumento da rentabilidade, técnico, ao exigir conhecimento mais aprofundado do assunto, assim como o uso de materiais e equipamentos para o cultivo, o setor tem possibilidade de crescimento no nosso país.

 

 

Por: Raquel Torres C. Bressan

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade