A educação na arte do Bonsai

A educação na arte do bonsai tem o objetivo de modelar a planta, para que se obtenha o formato e o estilo desejados

A educação na arte do Bonsai

 

A educação na arte do bonsai tem o objetivo de modelar a planta, para que se obtenha o formato e o estilo desejados. Entretanto, deve-se conhecer um pouco sobre os componentes da planta, que devem ser manipulados para uma árvore perfeita.

Raízes

As raízes expostas acima do solo dão a impressão de maturidade e contribuem para o equilíbrio da composição. O ideal é que as raízes do bonsai saiam do tronco em todas as direções (disposição radial), mas não é necessário ter um espaçamento regular ou uma disposição simétrica. Deve-se procurar o equilíbrio visual, que pode resultar da combinação de elementos irregulares, como ocorre na natureza. Não deve haver ramificações finas ou cruzadas na superfície.

Tronco

O aspecto do tronco indica a idade da planta. A base do tronco grossa, ou seja, o Nebari, dá um aspecto de maturidade. Mas ele não pode ser grosso até o topo, e sim afunilado, isto é, o diâmetro do tronco vai diminuindo gradativamente até o topo da árvore. Os troncos podem ser retos, curvos, angulosos ou divididos, em adequação às características da espécie de planta. A textura e a cor da casca também contribuem para dar o caráter da árvore. Assim, um bonsai mais maduro pode mostrar as marcas do tempo em seu tronco. No entanto, isso não significa que possa apresentar ferimentos.

Ramos

A disposição dos ramos deve estar em harmonia com o aspecto geral da árvore e dar a impressão de equilíbrio. Deve se assemelhar a uma escada em espiral, surgindo em torno do tronco em direção ascendente. Mas não é necessário que haja uma distribuição simétrica dos galhos em torno do tronco. É preciso que haja ramos crescendo em volta de todo o tronco para dar uma impressão de profundidade e de perspectiva. Uma regra a ser observada é que o primeiro ramo deve começar a um terço da altura do tronco. Os ramos inferiores devem ser mais robustos e os apicais devem ser mais leves. Os ramos são mais grossos junto ao tronco, tornando-se mais delgados nas extremidades.

Tamanho e escala

Os Bonsai podem ter tamanhos que variam de 15 cm a mais de 60 cm, sendo que a maioria se situa nessa faixa de tamanho. Mas nada impede que sejam criados bonsai ainda maiores. Independente do tamanho, é importante considerar a escala, ou seja, a proporção entre folhas, ramos e tronco, de forma que o bonsai represente uma árvore de tamanho natural. Por isso, as espécies de plantas com folhas pequenas são preferidas, pois atendem melhor ao requisito de escala. O tamanho das folhas indica se a espécie é mais apropriada para um bonsai pequeno, médio ou grande.

Por Andréa Oliveira.

Confira o Livro Bonsai – Arte e Técnica, Passo a Passo

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade