Aniversário da AFE - 23 anos
A Aprenda Fácil é uma editora do Grupo CPT, referência em educação a distância no Brasil!

Informações técnicas sobre o cultivo de plantas medicinais e condimentares

Garantir a qualidade da planta medicinal e condimentar cultivada é um dos principais desafios dos produtores

Plantas condimentares - imagem ilustrativa

André Furtado, autor do Livro AFE Ervas e Temperos – Cultivo, Processamento, Receitas e Uso Medicinal, destaca que as plantas utilizadas para condimentar e dar um sabor especial a diversos pratos típicos acompanham a história do homem e possuem propriedades medicinais que vêm sendo exploradas há muitos anos.

Considera-se planta medicinal todas aquelas que, nas folhas, caule, flores e/ou raízes, possuam substâncias que podem ser usadas com objetivo terapêutico – essas substâncias são conhecidas como princípio ativo. Porém, apesar de seu uso e seu cultivo serem já antigos, a qualidade das plantas medicinais ainda esbarra em alguns problemas por falta de conhecimento técnico.

É possível destacar a utilização do princípio ativo em níveis inferiores ao recomendado, a presença de elementos estranhos, as falsificações e, eventualmente, a presença de resíduos químicos. Nesse sentido, todo o processo deve ser acompanhado e executado por quem possua capacidade técnica para tal.

A seguir, apresentamos algumas informações técnicas sobre o cultivo de plantas medicinais e condimentares:

A má qualidade das plantas medicinais

Como visto, a falta de qualidade da planta medicinal e aromática é um dos grandes obstáculos na comercialização desse tipo de produto. Em relação aos problemas levantados, possíveis soluções podem ser pontuadas:

- Princípio ativo

Quando a quantidade de princípio ativo é inadequada ou abaixo da esperada nessas plantas, é imprescindível que se tenha cuidado em todo o processo de cultivo, de preferência com o auxílio de tecnologias agroecológicas. Igualmente, a colheita e a pós-colheita também não devem ser etapas negligenciadas.

- Elementos estranhos

Dentre os elementos estranhos, aponta-se partes de outras plantas, poeira, partes de insetos, partículas de terra e fuligem como exemplos. Para solucionar esse impasse, cabe ao produtor voltar a atenção para os processos de colheita e de pós-colheita, selecionando e limpando os materiais e cuidar da secagem, do acondicionamento e do armazenamento.

- Falsificação

Quando se cultiva uma espécie botânica errada, há a falsificação dela. Logo, para evitá-la e garantir a qualidade das plantas cultivadas, o cultivo deve ser realizado com material propagativo com identificação botânica segura.

- Resíduos agroquímicos

Os resíduos agroquímicos também diminuem a qualidade das plantas condimentares e medicinais, obrigando os produtores a realizar o cultivo orgânico com base em tecnologias agroecológicas.

O local de plantio para as plantas medicinais e condimentares

A definição do local de cultivo também produz impactos no resultado da atividade. Além de boa exposição ao sol e de disponibilidade de água de boa qualidade, o espaço deve estar longe de criações domésticas ou protegidos para evitar que cães e gatos, por exemplo, circulem e depositem suas fezes, que podem transmitir doenças. Ainda, o distanciamento de lavouras que utilizam agrotóxicos e de cursos de água contaminados com esgoto, lixões ou produtos químicos afasta a possibilidade de prejuízo à qualidade das plantas.

A importância dos cuidados com a colheita

As plantas medicinais apresentam a vantagem de poderem ser utilizadas logo após a colheita ou posteriormente, depois de passarem pelo processo de secagem. Por conta disso, esse momento é tão importante quanto cada etapa do manejo de cultivo. A colheita deve ser feita com uma tesoura de poda ou com uma faca limpa, preferencialmente pela manhã e com tempo seco e sem chuva. Posteriormente, quando necessário, a realização da secagem também requer cuidados específicos para manter a qualidade das plantas medicinais e condimentares colhidas.

Não é recomendado lavar as plantas para a secagem, pois a presença de água pode retardar ou prejudicar o processo de secagem, apodrecendo as plantas ou provocando o surgimento de fungos. No entanto, quando as plantas estiverem muito sujas, é vital utilizar água de boa qualidade e antimicrobianos ou desinfetantes nela para a lavagem.

 


Conheça nossos Livros da Área Casa Prática:

Ervas e Temperos – Cultivo, Processamento, Receitas e Uso Medicinal
A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro
Controle de Pragas Domésticas

Fonte: CARVALHO, Luciana Marque de. EMBRAPA. CIRCULAR TÉCNICA 70: Orientações Técnicas para o Cultivo de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares. Aracaju, 2015.
por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Ervas e Temperos - Cultivo, Processamento, Receitas e Uso Medicinal

Livro

Ervas e Temperos - Cultivo, Processamento, Receitas e Uso Medicinal

10% DE DESCONTO
De R$ 68,00 por R$ 61,20 à vista ou em até 12x de R$ 5,10 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro

Livro

A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro

10% DE DESCONTO
De R$ 76,00 por R$ 68,40 à vista ou em até 12x de R$ 5,70 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Controle de Pragas Domésticas

Livro

Controle de Pragas Domésticas

10% DE DESCONTO
De R$ 66,00 por R$ 59,40 à vista ou em até 12x de R$ 4,95 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2021. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade