Dicas para um churrasco de dar água na boca

Especialista dá dicas para o churrasco perfeito

Carnes na churrasqueira

Nos fins de semana, os brasileiros, de norte a sul, sentem um cheiro inconfundível: o de carne sendo assada. É como se o país inteiro tivesse sido transformado em uma imensa churrasqueira. Muito mais do que uma refeição, o churrasco celebra as boas relações entre parentes e amigos, é um evento social e até um estilo de vida. É realmente uma unanimidade nacional. “Assar uma carne” é muito mais do que um convite para festejar.

Sylvio Lazzarini Neto, autor do Livro A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro, da Aprenda Fácil Editora, contextualiza: “Essa verdadeira paixão nacional nasceu no Pampa – a região onde se encontram a fronteira meridional do Rio Grande do Sul, o Uruguai inteiro e parte da Argentina – e hoje se tornou um andarilho e prato de domínio em todo o território brasileiro. Bateu a feijoada em popularidade, e está léguas à frente da farofa, do cozido, da moqueca e do acarajé.”.

Clarice Chwartzmann, expert no assunto churrasco apresenta algumas dicas para que seu churrasco seja um sucesso:


- Para assar frango, é melhor espetar os pedaços. Posicioná-lo na parte mais alta da churrasqueira para que asse devagar e pincelar manteiga são os segredos de Chwartzmann.


- Para crianças, a famosa picanha sem gordura, maminha e filé mignon na grelha, além de coração de galinha de entrada.


- O cálculo da quantidade da carne deve ser de aproximadamente 300 gramas por mulher e 500 gramas por homem.


- A carne atinge o ponto certo após ser virada pela primeira vez e começar a suar, ficar molhada do lado de cima.


- Para assar costela, o sal deve ser passado dos dois lados e o osso deve sempre estar em direção à brasa.


- Se você tem uma peça grande de cordeiro, deverá assá-la na parte mais alta da churrasqueira, para que fique assada por completo.


- Para as carnes bovinas, somente sal para temperar. Sal grosso para a costela e “sal de parrilla” para as outras.


- Salgar a carne antes de assar não resseca, como muitas pessoas pensam. O que resseca é o sangue que fica na embalagem. Por isso, deve-se comprar carnes sem esse caldo de sangue.


- A peça de picanha deve ter, no máximo, 1,1 kg.


- A costela precisa mais tempo para assar e demora, aproximadamente, 4 horas na churrasqueira.




Confira nosso Livro A Culinária da Carne e o Churrasco Brasileiro


Fonte: Globo Rural – revistagloborural.globo.com


por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade