Avicultura: Dos ovos aos frangos de corte

A produção de carne de frango vem ganhando cada vez mais mercado, não somente para a comercialização no Brasil, mas para a exportação também.

 

Existem galinhas específicas para a produção de ovos comerciais.

 

A avicultura abrange vários setores de produção. Essa área, muito abrangente e com setores diferenciados, diversifica seu campo de atuação, trazendo produtos como ovos, até produtos mais elaborados, como patês.


Existem galinhas especificas para a produção de ovos não fecundados, estes que são próprios para a comercialização. As raças que são mais usadas para esse tipo de produção são a White Leghorn e a Rhode Island Reds. Elas são diferentes entre si em numerosas características, tais como a origem genética, a cor da casca dos ovos, o peso adulto dos animais etc (Livro Produção de Ovos).


As galinhas podem ser destinadas para a produção de pintinhos, que posteriormente serão

 

Algumas galinhas são destinadas à produção de pintinhos.

 

usados como frangos de corte. Este tipo de produção vem ganhando cada vez mais espaço na economia nacional. Devido a esse crescimento, o Brasil se consolida no topo da produção mundial. Normalmente, esse tipo de criação é feito com frangos próprios, e não podendo abranger raças destinadas aos sistemas de produção com frangos caipiras.

 

Os frangos de corte têm características bem diferentes daquelas relativas aos frangos caipiras. Os frangos de corte são animais modificados geneticamente, com o propósito de obter uma maior produção.


Não é empregado o termo “raça”, mas sim “linhagem” para designar estes frangos. Ocorreu que, no transcorrer de vários anos de seleção genética, os esforços foram dirigidos no sentido de obter aves cada vez mais produtivas, que se afastaram das características dos seus ancestrais. Desta forma, os responsáveis pelo melhoramento genético dessas aves criaram “raças” próprias, guardadas secretamente pelas empresas que as possuem (Livro Frangos de Corte – Criação, Abate e comercialização).

 

 

Existem raças próprias para cada empresa do setor avícola.

 

Algumas características são as mesmas para todas as aves destinadas à produção de carne, independente da empresa. Essas características são: a cor branca para suas penas e pele; canelas mais curtas em comparação aos frangos caipiras, ocasionando maior sedentarismo, e, em conseguinte, engordando rapidamente; pernas frágeis que fazem esses animais permanecerem mais tempo deitados.


A comercialização desse produto é feita com a ave morta e refrigerada entre 0° e 5°C. Para saber se a carcaça mantém-se fresca, é identificado, a partir do odor exalado pela mesma, se fresca ela se encontra. Ao contrário, ela exalaria um cheiro de putrefação. O frango pode ser comercializado inteiro embalado em material transparente, ou divididos em suas partes, que são: cortes de carne; miúdos; e produtos elaborados.

 

Entre tantos tipos, o comerciante pode diversificar, trazendo produtos diferenciados, como

 

Para saber se a carcaça mantém-se fresca, é identificado seu odor.

 

frangos já assados, e produtos derivados do mesmo e prontos para o consumo. O que é realmente necessário nesse ramo é a qualidade das carcaças, e produtos com condições sanitárias impecáveis.

 

 

Por: Raquel Torres C. Bressan

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade