Aprenda a controlar o Choco das galinhas poedeiras

O choco prejudica a postura das aves, mas pode ser controlado

Galinha e ovo

Uma das maiores dores de cabeça enfrentadas por criadores de galinhas é o período de choco. Esse processo é natural das aves e é importante para que a ave possa incubar seus ovos, ocorrendo nos intervalos de postura e chegando a durar 21 dias, prazo que compromete a produção e pode inviabilizar o projeto de avicultura, caso seja de pequeno porte.

Como dito, é um processo natural das galinhas, mas não é comum em galinhas de produção industrial que, foram selecionadas geneticamente para que o criador obtenha os índices máximos em sua produção.


Quais são as características das aves que entram no período de choco?


Nesse período, há uma redução na postura, na ingestão de alimentos e consequente perda de peso. Ainda, a ave se mostra mais agressiva e tende a ficar deitada no ninho por mais tempo. Suas penas se eriçam e seu canto também muda.


Como controlar o choco das aves?


Várias dicas servem para o controle:

- Coletar os ovos em intervalos menores, impedindo-as de ficarem deitadas por períodos longos;

- Manter os ninhos fechados durante a noite, impedindo-as de dormirem nele;

- Manter o criadouro iluminado e cuidando para que não haja pontos escuros durante o dia, que induzem a ave ao choco;

- Fornecer ração balanceada e adequada para a fase de postura;

- Manter a temperatura do criadouro agradável.


Se, mesmo depois de executar todas essas dicas as aves entrarem no período de choco, existem formas de “quebrar” esse período:


Como interromper o choco?


Para induzi-las a voltar a botar ovos, é preciso criar um ambiente desconfortável para elas.

- Ao observar que a ave apresenta as características do choco, separe-a das demais no segundo dia e coloque-a em um ambiente com água, ração e iluminação suficientes por 72h;

- Persistindo o choco, há um método popular que consiste em mergulhar a ave em água com temperatura de aproximadamente 2 graus abaixo da temperatura ambiente, molhando suas penas e pele, e depois soltá-la no terreiro junto com as outras. O processo deve ser feito por 3 dias consecutivos e não é necessário mergulhar a cabeça da ave.

- Outra técnica conhecida é a de separar a ave das outras em uma gaiola posicionada no terreiro, de modo que ela possa observar o comportamento das outras.

Por fim, caso a ave passe por todas essas etapas e permaneça no período de choco, é aconselhável descartá-la do plantel.



Conheça nossos Livros da Área Avicultura:

Produção de Pintinhos
Galinha – Produção de Ovos
Formulação de Rações para Galinhas Poedeiras Convencionais e Caipiras



Fonte: Criar Galinha – criargalinha.com.br



por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Galinha - Produção de Ovos

Livro

Galinha - Produção de Ovos

R$ 60,00 à vista ou em até 12x de R$ 5,00 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Formulação de Rações para Galinhas Poedeiras Convencionais e Caipiras

Livro

Formulação de Rações para Galinhas Poedeiras Convencionais e Caipiras

R$ 52,00 à vista ou em até 12x de R$ 4,33 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Produção de Pintinhos

Livro

Produção de Pintinhos

R$ 58,00 à vista ou em até 12x de R$ 4,83 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade