Sistemas para o cultivo hidropônico

A hidroponia é um tipo de cultivo que dispensa a utilização do solo

Hidroponia

A autora do Livro AFE Manual Prático de Hidroponia, Herminia Emilia Prieto Martinez, destaca que a hidroponia é uma forma alternativa de cultivar plantas sem a utilização de solo, em uma espécie de solução nutritiva balanceada, que contém todos os nutrientes essenciais para seu desenvolvimento.

Essa forma de cultivo apresenta diversos benefícios, como a economia de água, a redução no uso de agrotóxicos e a produção de alimentos de alta qualidade. Uma das suas principais vantagens está no seu alcance: pode ser utilizada a nível doméstico, em pequenos vasos, quanto a nível comercial, em grandes plantações e galpões.

De acordo com a movimentação da solução nutritiva utilizada, o sistema hidropônico pode ser estático ou dinâmico. É estático quando há permanência da solução nutritiva próxima às raízes e dinâmico quando há circulação forçada de água ou de ar para aeração da solução.

Também pode ser classificado em aberto ou fechado, de acordo com o retorno da solução ao reservatório. Quando a solução não retorna ao reservatório, o sistema é classificado como aberto.

Quanto ao tipo dinâmico, apresentamos alguns exemplos de sistema hidropônico:

Sistema floating

Em tradução livre, significa sistema “flutuante”, no qual as plantas flutuam em uma espécie de piscina, que contém a solução nutritiva. São, geralmente, apoiadas em placas de isopor com furos. Esse sistema exige muita água e, também, um bom mecanismo de aeração. É indicado para regiões com calor intenso.

Sistema de sub-irrigação

Nesse sistema, há irrigação das plantas, que é feita em determinados intervalos, de baixo para cima e junto à zona radicular. É um sistema fechado, pois toda a solução nutritiva volta para o reservatório entre uma irrigação e outra. Por dia, a frequência pode variar de acordo com as necessidades de cada planta cultivada, variando entre duas a três vezes ao dia.

Sistema NFT

É o mais utilizado atualmente. Dispõe de um temporizador, que aciona a bomba da forma que for programado. Por exemplo, é possível programá-lo para ligar 10 minutos e desligar 10 minutos enquanto houver luz do dia. É preciso, porém, cuidado com esse sistema, para que não haja prejuízo às plantas.

Sistema de gotejamento

Como o próprio nome sugere, nesse sistema a irrigação é feita gota a gota. Posiciona-se os gotejadores próximos ao pé da planta, na superfície. De tempos em tempos, um temporizador “dispara” o sistema de irrigação. É possível utilizar substrato nesse tipo de sistema, como o caso da serragem de madeira. É um sistema aberto, podendo também ser fechado, porém, sem a utilização da serragem.

Sistema de aeroponia

É um sistema mais moderno e que, porém, exige mais investimento. As plantas recebem a solução nutritiva de forma nebulizada em uma câmara escura, onde estão suspensas e expostas ao ar interior. Ao mesmo tempo, a parte aérea das plantas está do lado de fora, recebendo luz solar ou artificial. Também há utilização de temporizador para controle do tempo.



Conheça nosso Livro da Área Hidroponia:

Manual Prático de Hidroponia

Fonte: Canal do horticultor – canaldohorticultor.com.br
por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Manual Prático de Hidroponia

Livro

Manual Prático de Hidroponia

R$ 67,00 à vista ou em até 12x de R$ 5,58 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2019. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade