Importância da mineralização de bovinos

Os sais minerais são tão importantes na alimentação quanto a proteína, a fim de garantir o aproveitamento de todo o potencial do animal

Mineralização bovinos

Ainda que pareça desnecessária, a mineralização dos rebanhos de corte garante bons resultados nos índices de produtividade e melhor aproveitamento da carne e do leite. A insuficiência alimentar é uma das limitações ao desempenho de animais em pastejo, haja vista que, em muitos casos, a pastagem é a única fonte de nutrientes ao gado. Com isso, torna-se imprescindível formular uma ração que combine diferentes tipos de alimentos energéticos, proteicos, volumosos, aditivos, suplementares minerais e vitamínicos.

“A melhor estratégia de uso de minerais para bovinos de corte em condições de pastejo tem como ponto básico o procedimento técnico, que irá orientar o pecuarista a tomar a decisão correta frente às condições de meio (período de chuva ou seca), em relação às necessidades dos bovinos, buscando maior eficiência bioeconômica do sistema de produção em condições de pastejo.”, garantem Fernando Iván Londoño Hernández, Antonio Bento Mâncio e Aloízio Soares Ferreira, autores do Livro Suplementação Mineral Para Gado de Corte, da Aprenda Fácil Editora.

São 17 os minerais mais importantes na alimentação de bovinos de corte, sendo sete macroelementos: o cálcio (Ca), fósforo (P), potássio (K), sódio (Na), cloro (Cl), magnésio (Mg), e enxofre (Z); e dez microelementos: cobalto (Co), cobre (Cu), iodo (I), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), selênio (Se), zinco (Zn), cromo (Cr) e níquel (Ni). Cada animal terá necessidade diferente de um ou mais desses elementos, haja vista que o estado e o peso influenciam nessa necessidade. Uma mineralização incorreta ou insuficiente acarretará em um desenvolvimento aquém do potencial animal.

Mitos, como “todo sal mineral é igual” e “a mineralização não faz diferença” devem ser descartados de uma vez por todas. Com relação ao primeiro, o que difere um sal mineral do outro é a formulação, pois, uma ração mal formulada não será eficaz. Sobre o segundo, reafirmando o que a gente já disse, o uso correto dos minerais na alimentação garante o aproveitamento de todo o potencial do animal.

No período da seca, a mineralização deve ser feita com mais atenção, pois nesse período as forrageiras não suprem os requerimentos nutricionais mínimos dos animais em relação aos minerais. Por causa disso, infere-se que a suplementação mineral adequada permite que se utilizem eficientemente todos os nutrientes disponíveis para o animal, não se esquecendo do principal, que é a proteína.


Conheça nossos Livros da Área de Pecuária de Corte:
Suplementação Mineral para Gados de Corte
Minerais e Vitaminas para Bovinos, Ovinos e Caprinos
Perguntas e Respostas sobre Alimentação do Gado na Seca



Fonte: Embrapa – www.embrapa.br



por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade