Aves, suínos e bovinos: ajuste da alimentação e das rações em clima adverso

O que fazer para manter a alimentação e nutrição eficiente dos animais durante clima adverso?

Vaca sendo alimentada

Existe grande preocupação com a queda na produtividade animal relacionada a determinado ambiente considerado adverso. Porém, com a evolução das pesquisas na área de nutrição e bioclimatologia animal, algumas técnicas já se tornaram evidentes, que poderão ser empregadas no sentido de favorecer a adaptação do animal ao ambiente e, consequentemente, conservar o seu desempenho produtivo.

Rony Antonio Ferreira, em seu Livro Maior Produção com Melhor Ambiente para Aves, Suinos e Bovinos, da Aprenda Fácil Editora, auxilia aos pecuaristas com informações sobre o que fazer para manter a alimentação e nutrição eficiente dos animais durante esse clima adverso. Discorre sobre três pontos que considera fundamentais nessa situação:


Forma de apresentação da ração


Do ponto de vista de ajuste do manejo da alimentação ao clima, o fornecimento de rações peletizadas permite ao animal consumir maior quantidade de nutrientes em menor volume de ração ingerido. A forma peletizada tem uma desvantagem em relação à farelada, que é o maior custo em relação a esta última. Por isso, na maioria das criações, ainda se utilizam rações na forma farelada.

A ração nas formas úmida ou líquida auxilia os mamíferos recém-desmamados por evitar poeira (como a peletizada) e facilitar a ingestão pelos animais ainda não adaptados ao consumo de ração sólida, promovendo diminuição do estresse causado pelo desmame. Do ponto de vista de adaptação ao clima quente, ela é importante por facilitar a ingestão de ração pelas porcas em lactação e promover a dissipação de calor em virtude do gradiente de temperatura da água em relação ao animal.


Ajustando os componentes da ração


O ajuste nutricional resulta nas chamadas rações de verão e rações de inverno e deve ser feito por profissional competente para não comprometer o desenvolvimento do rebanho. É um trabalho que demanda conhecimento das necessidades de modificação das rações em função do clima, seus efeitos sobre a fisiologia e o comportamento dos animais e o impacto dessas modificações sobre o custo de produção da empresa agrícola.


Ajustando o equilíbrio eletrolítico nas rações


O equilíbrio eletrolítico das rações (EER), também chamado de balanço dietético ácido-básico ou, ainda, equilíbrio cátion-aniônico (ECA), refere-se ao balanço entre as cargas positivas e negativas do íons presentes nos alimentos a serem absorvidos no trato digestório. Esse balanço influencia o equilíbrio ácido-básico nos fluidos corporais, afetando o metabolismo e, consequentemente, o desempenho dos animais.

Mas, ele também deve ser feito por especialistas, haja vista que ligeiras alterações na sua concentração em relação ao seu valor normal são suficientes para provocar profundas alterações na velocidade das reações químicas das células, sendo algumas deprimidas e outras aceleradas.


Conheça nosso Livro Maior Produção com Melhor Ambiente para Aves, Suínos e Bovinos



por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Maior Produção com Melhor Ambiente para Aves, Suínos e Bovinos

Livro

Maior Produção com Melhor Ambiente para Aves, Suínos e Bovinos

R$ 67,00 à vista ou em até 10x de R$ 6,70 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade