O problema das formigas para o Eucalipto

Uma das pragas não só do eucalipto, as formigas cortadeiras causam prejuízos em plantações

Formiga corta-folhas

Dentre as diferentes pragas que atacam os eucaliptos, como os cupins, destacam-se, também, as formigas cortadeiras, denominadas saúvas e quenquéns. Essas formigas precisam ser combatidas em todas as fases de desenvolvimento de uma floresta, pois o sucesso do empreendimento depende deste tipo de ação.

Todos os proprietários que atuam no setor florestal devem fazer o combate às formigas cortadeiras, já que dados de pesquisas mostram que um sauveiro adulto consome, por ano, uma tonelada de folhas para se manter.

No caso do gênero Eucalyptus, são necessárias, em média, 86 árvores, e 161 do gênero Pinus, para abastecer, em substrato, um sauveiro durante um ano. Essas árvores podem morrer ao ter suas folhas cortadas três vezes seguidas.

Haroldo Nogueira de Paiva, um dos autores do livro Cultivo de Eucalipto – Implantação e Manejo, da Aprenda Fácil Editora, define que “existem três fases distintas de combate às formigas: o combate inicial, o repasse e a ronda.”:


Combate inicial


O combate inicial é realizado em toda a área a ser plantada, nas reservas de matas nativas, nas faixas ecológicas e numa faixa de 100m de largura ao redor de toda a área de plantio. Essa operação deve ser executada, preferencialmente, antes do desmatamento. No entanto, face à dificuldade de locomoção de pessoal e até mesmo da localização dos formigueiros, tem sido mais eficiente quando realizada após a limpeza da área, mas antes do revolvimento do solo.

Quando o combate inicial for feito após a limpeza da área, deve-se aguardar um período de, no mínimo, 60 dias entre a operação de limpeza e o combate.


Repasse


O repasse é a operação que visa combater os formigueiros que não foram totalmente extintos no combate inicial, bem como aqueles que não foram localizados na primeira operação. È feito, no mínimo, 60 dias após o combate inicial, antes do plantio em toda a área, inclusive na faixa ao redor.


Ronda


A ronda é a operação de combate às formigas, realizada durante todo o período de formação e maturação do povoamento florestal, prosseguindo após o corte da floresta, para propiciar condições adequadas ao desenvolvimento da brotação das cepas ou para a reforma do povoamento.

Após o plantio, a ronda é uma operação constante até os quatro meses e depois, normalmente, a cada seis meses, de forma a evitar a proliferação dos formigueiros. Ocasionalmente, havendo surtos, pede haver a necessidade da turma de combate às formigas voltar à área, antes de completar os seis meses.

Trabalhos experimentais permitem concluir que maior eficiência operacional é atingida quando a ronda é executada entre 15 e 30 dias após os tratos culturais, uma vez que o revolvimento do solo reduz as atividades do formigueiro, que só se torna evidente a partir de quinze dias. Isto se aplica quando os tratos culturais são feitos de forma mecanizada.

 

Conheça nosso livro Cultivo de Eucalipto – Implantação e Manejo

 

por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Cultivo de Eucalipto Implantação e Manejo

Livro

Cultivo de Eucalipto Implantação e Manejo

R$ 78,00 à vista ou em até 10x de R$ 7,80 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade