Qual a importância da secagem de plantas medicinais?

A secagem das plantas medicinais permite conservação por um longo período

Ervas e plantas medicinais

Até chegar ao uso das plantas medicinais, várias etapas são necessárias. Os cuidados começam no plantio e passam pela colheita e a secagem, antes de serem aproveitadas medicinalmente. As espécies deverão ser distribuídas conforme sua utilização, podendo ser plantadas em camalhões, quando se aproveita as raízes ou tubérculos, como é o caso do gengibre, bardana, fáfia, entre outras; em sulcos ou covas, como a alcachofra, alecrim, aveia e boldo, ou em canteiros, como é o caso da maioria das plantas medicinais herbáceas de pequeno porte.

Como a maioria das plantas medicinais possui ciclo de vida curto, a colheita se concentra em um curto espaço de tempo. Como é praticamente impossível sua utilização total como planta verde, devido inclusive a sua disponibilidade em pequenos períodos, a necessidade de colher, secar, armazenar e torná-las disponíveis por mais tempo, levou o homem a desenvolver técnicas para preservar sua qualidade para uso até a colheita seguinte.

Maria Luiza Sartório, Celso Trindade, Patrícia Lacerda Resende e José Reis Machado, autores do Livro Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais, da Aprenda Fácil Editora, orientam que “a secagem das plantas medicinais permite conservação por um longo período. Nesse processo, a água contida nas células é retirada, paralisando-se as atividades das enzimas. Por isso, quanto antes o material for submetido à secagem, menor será a perda de princípios ativos. Por outro lado, microrganismos, como fungos e bactérias, também afetam a qualidade do produto e precisam de certo grau de umidade para sua sobrevivência e crescimento. Assim, a secagem das plantas é de suma importância para conservação de suas qualidades, em termos de princípios ativos, aroma, sabor e cor das mesmas.”.

Porém, alguns cuidados devem ser tomados durante a secagem, como:


 A sala de secagem deve ser mantida sempre no escuro, pois a luz degrada a coloração e os princípios ativos das plantas.


 Identificar a planta no secador, colocando uma ficha com o nome da planta e a data da coleta.


 Colocar sempre uma fina camada de planta sobre a bandeja, pois a camada grossa leva mais tempo para secar. A umidade ficará retida por baixo da bandeja, deixando o material desuniforme.


 Não se deve colocar plantas aromáticas de espécies diferentes para secar ao mesmo tempo no secador, de modo a evitar que elas absorvam odores umas das outras.


 Em uma mesma seção de secagem (prateleira vertical com bandejas), utilizar apenas uma mesma espécie para que os resíduos de uma planta, que eventualmente passem pela tela, não contaminem outra.


 Caso a secagem na bandeja esteja desuniforme, recomenda-se alterar a posição da bandeja no secador.





Conheça nosso Livro Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais



por Renato Rodrigues

Livros Relacionados

Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais

Livro

Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais

R$ 68,00 à vista ou em até 10x de R$ 6,80 sem juros no cartão + frete
Saiba mais

Receba Mais Informações

A Aprenda Fácil Editora garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Aprenda Fácil Editora © 2002 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130, Ramos - Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 05.052.622/0001-87

Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Quer Facilidade